Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dos entardeceres dourados

por ana, em 28.10.12

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cores de Outono

por ana, em 28.10.12
Como gosto destes fins de dias dourados!

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

por ana, em 21.10.12
"VALHAM-NOS AO MENOS OS DOMINGOS"
O ministro das Finanças  anunciou na RTP que daqui a dez anos a Segurança Social não terá dinheiro para pagar reformas, sendo vivamente felicitado pelo ex-ministro Medina Carreira por ter tido a "decência de avisar o país". O país, decentemente avisado, soube depois, pelos sindicatos, que afinal as afirmações do ministro são "irresponsáveis" (Carvalho da Silva/CGTP) e "alarmistas" (João Proença/UGT). E, uff!, o país suspirou de alívio.
Dois dias depois, foram os sindicatos, através da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal, a anunciar que, a partir de Julho, a Polícia Judiciária irá "fechar as portas" por falta de dinheiro, e o país (com a excepção da vasta parte do país que ganha a vida com facturas falsas e espingardas de canos serrados) voltou, ai meus Deus!, a sobressaltar-se. Mas logo veio o ministro Alberto Costa garantir que as declarações do sindicato são "reprováveis" e "alarmistas", e o país voltou a respirar fundo.
E estamos nisto, às segundas, quartas e sextas, o país entra em pânico, às terças, quintas e sábados, sossega. Tem sido sempre assim ao longo da História: num dia soçobramos em Alcácer Quibir, no outro descobrimos o caminho marítimo para a Índia.
Valham-nos ao menos os domingos....
Manuel António Pina, JN, 12.01.2006

Autoria e outros dados (tags, etc)


Manuel António Pina

por ana, em 20.10.12
Talvez, quem  sabe?, depois da morte continuemos a sonhar que vivemos.
Manuel António Pina,"Onde sefala de Felicidade, Jornal de Notícias 21.11.2007

Autoria e outros dados (tags, etc)


Na morte de Manuel António Pina

por ana, em 19.10.12
"Yes?" said Pooh.
        "When I'm--when-- Pooh!"
        "Yes, Christopher Robin?"
        "I'm not going to do Nothing any more."
        "Never again?"
        "Well, not so much. They don't let you."
        Pooh waited for him to go on, but he was silent again.
        "Yes, Christopher Robin?" said Pooh helpfully.
        "Pooh, when I'm--you know--when I'm not doing  Nothing,
will you come up here sometimes?"
        "Just Me?"
        "Yes, Pooh."
        "Will you be here too?"
        "Yes,  Pooh,  I  will  be  really. I promise I will be,
Pooh."
        "That's good," said Pooh.
        "Pooh, promise you won't forget  about  me,  ever.  Not
even when I'm a hundred."
        Pooh thought for a little.
        "How old shall I be then?"
        "Ninety-nine."
        Pooh nodded.
        "I promise," he said.
        Still  with his eyes on the world Christopher Robin put
out a hand and felt for Pooh's paw.
        "Pooh," said Christopher Robin earnestly, "if I--if I'm
not quite" he stopped  and  tried  again  --".  Pooh,  whatever
happens, you will understand, won't you?"
        "Understand what?"
        "Oh, nothing." He laughed and jumped to his feet. "Come
on!"
        "Where?" said Pooh.
        "Anywhere," said Christopher Robin.


        So  they  went  off together. But wherever they go, and
whatever happens to them on the way, in that enchanted place on
the top of the Forest a little boy and his Bear will always  be
playing.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Manuel António Pina

por ana, em 19.10.12


Autoria e outros dados (tags, etc)


Um dia triste

por ana, em 19.10.12
Sabedoria desconcertante



Ia eu a começar a responder ao inquérito escrevendo sobre Heitor- o generoso, o honrado, o heróico Heitor- quando, no fundo da mina memória e do meu coração, onde há tantos anos e tão persistentes anos vive(feito posseiro, como na canção de Maria Bethânia), Winnie-the-Pooh, provavelmente pensando que a coisa tivesse a ver com comida, me tocou levemente no ombro 'E eu?'. E , visto que, como aprendi com Pooh, As Coisas São Como São e raramente São Como Não São, e visto ainda que me é decerto mais fácil contar com a complacência de Heitor do que com a de Pooh (para quem, suspeito, 'complacência' é apenas uma palavra francesa que quer dizer ('complacência'), pensei comigo mesmo 'Senão te importas fica para outra ocasião, Heitor, Afinal de contas o Pooh faz anos para o mês que vem...' (Porque faz: a primeira edição do livro de Milne saiu em 14 de Outubro de 1926). Quem me culpará, pois, se, à coragem de Heitor, eu preferir a sabedoria desconcertante e terra-a-terra de um Urso Com Muito Pouco Miolo e o seu amável e irrelevante mundo? E se, por uma vez, deixar insensatamente que a nobreza de Heitor ceda lugar, no meu coração ao reencontro melancólico e feliz com o distante mistério da infância que é Winnie-The_Pooh (Joanica-Puff, na notável tradução portuguesa de Manuel Grangeio Crespo)?

Mas talvez Pooh/Puff possa explicar melhor do que eu quero dizer:
"Quando chegaram ao riacho (...), começaram a conversar amigavelmente acerca disto e daquilo e Porquito disse: 'Não sei se estás a ver o que eu quero dizer Puff' e Puff disse 'É exactamente o que eu penso, Porquito' e Porquito disse 'Mas, por outro lado, Puff não não devemos esquecer' e Puff disse 'É essa a verdade. Porquito, se bem que eu agora não me lembre' Obrigado, Pooh, é também exactamente o que eu penso.
Manuel António Pina, in JL de 27 setembro a 10 Outubro 2006, a propósito do tema: "As grandes personagens de romance"

Autoria e outros dados (tags, etc)


Autoria e outros dados (tags, etc)


Eu ainda envio cartas via CTT

por ana, em 14.10.12

Autoria e outros dados (tags, etc)


Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

subscrever feeds